Desafio Rede de Postos Presidente de Mountain Bike foi um sucesso!

CAMPEONATO SERGIPANO DE MOUNTAIN BIKE 2016

2º Desafio Rede de Postos Presidente de Mountain Bike foi um sucesso!

No último domingo, 10, todos os caminhos levaram o movimento ciclístico de Sergipe ao maior evento do gênero mountain bike do menor estado brasileiro para a Fazenda Aroeira, um dos recantos trilheiros mais conservados e acessíveis para a prática do esporte que mais cresce no planeta, situado em São Cristóvão, distante apenas 15 quilômetros de Aracaju, às margens da rodovia federal BR-101, com fácil acesso e amplo estacionamento.

O evento, segunda etapa do Campeonato Sergipano de Mountain Bike 2016, foi realizado por Diego Carvalho, supervisionado pela Federação Sergipana de Ciclismo, FSC, e devidamente habilitado para valer pontos para o ranking nacional, classe XC2, da Confederação Brasileira de Ciclismo, CBC, e acima de tudo serviu para congregar a irmandade radical para servir de referência para o Nordeste, através de estrutura impecável, com percurso bastante exigente, ocasião em que cada volta teve sofríveis e intermináveis sete quilômetros, seriamente projetados para cobrar dos ciclistas muito mais do que preparo físico, uma condição psicológica que aturasse superar tamanhas ladeiras e piçarras traiçoeiras, com drops rápidos e velozes. Quem participou jamais vai esquecer a subida, ou melhor, escalada, do Toba, o ultrarrápido mergulhão, a ponte de madeira, além de outros pontos lendários dessa prova, que promete crescer muito mais e permitir o MTB sergipano receber mais atletas de renome nacional, fortalecendo mais o nível técnico e inserindo Sergipe no cenário brasileiro.

“O campeonato sergipano de mountain bike tem agora um reforço especial para a realização de suas etapas, através da generosa colaboração da loja RR Bikes e seus parceiros, somando à coordenação do 2º Desafio Rede de Postos Presidente de Mountain Bike e favorecendo ainda mais a valorização dos ciclistas locais”, disse Jairo Vieira, presidente da FSC, vislumbrando o horizonte de tempos melhores para esporte ciclístico de Sergipe.

A categoria Elite vivenciou uma experiência diferente com a locução fora de série de Carira Cross, cuja fama em motocross, demonstrou absoluta facilidade com as bikes e interação com os ciclistas, pois cada atleta em sua volta teve seu nome e vibração em alto e bom som. Keneddi Lago faturou a prova, seguido de Emerson Brito e José Alberto Nunes, nas três primeiras colocações. Uéslei Souza e Victor Menezes completaram o pódio da categoria principal.

Demais categorias tiveram os seguintes resultados:

CATEGORIA 100+
1 - Roberto Silva
2 – Felipe Afonso
3 – Gilton Gomes

CATEGORIA FEMININA
1 – Micaela Nascimento
2 – Marilúzia Araújo
3 – Anne Milene

CATEGORIA MASTER A
1 – Anilton Marques
2 – Edmilson Neres
3 – Aldenio Bandeira

CATEGORIA MASTER B
1 – Márcio Fidélix
2 – Adelmo da Silva
3 – Márcio Vieira

CATEGORIA MASTER C
1 – Ricardo Hélio Hsu
2 – Edmilson Ribeiro
3 – José Arnaldo

CATEGORIA SUB-30
1 - José Ricardo Neves
2 – Djavanio Cruz
3 – Matheus Oliveira

CATEGORIA SUB-23
1 – Antonio Raimundo
2 – Breno Morais
3 - Ulan Bastos

CATEGORIA TURISMO A
1 – Thales Felipe
2 – Luan Veira
3 – Daniel Matias

CATEGORIA TURISMO B
1 – Douglas Leite
2 – Alex Alexandre
3 – Adson Carneiro